Memória - a nova exposição do Projeto Nova Jóia

As três designers, Bettina Terepins, Bia Saade e Claudia Cucchi abordam, de maneira completamente diferente, o tema da Memória. O Projeto Nova Jóia é uma série de mostras onde artistas previamente selecionados expõem coleções inéditas e de exclusividade nacional, na Galeria Zona D. A originalidade das peças do Nova Jóia representa o que há de mais novo feito atualmente. O Nova Jóia é fruto da constante busca de aperfeiçoamento de Andrea Elage, da Zona D e das designers Bettina Terepins e Mirla Fernandes. Curadoras destas exposições na Galeria Zona D, as designers Bettina e Mirla são consideradas mestras da Nova Joalheria, conceito que também faz uso da wearable art, termo que, em bom português, pode ser traduzido como Arte Vestível. Visite a Galeria Zona D, na loja Gabriel Monteiro da Silva.



Nova joalheria – o conceito

Criar peças de ornamentação para o corpo com conceito. Esse é justamente o foco da chamada Nova Joalheria, que faz uso de diferentes técnicas para trabalhar as mais diversas matérias-primas: vidro, cerâmica, papel, madeira, resinas, metais, polímeros, tecidos, entre outros. Assim, com os materiais mais inusitados, podem ser criadas peças de joalheria que acabam por se transformar em obras com significado e daí surge um novo conceito de joalheria cujo valor está além do material (metais e pedras preciosas).
Agora, essa forma tão criativa de ver o mundo, poderá ser conferida na prática, no projeto Nova Jóia, na Galeria Zona D, em São Paulo, o novo espaço dentro da
Zona D.

 

Consideradas referências em suas áreas, Andrea, Bettina e Mirla propõem a criação de circuito direto e constante entre criadores e consumidores. E é obedecendo esta premissa que no Nova Jóia, na galeria da Zona D, os objetos não só são expostos como vendidos. A grande diferença é que para a comercialização existe uma equipe treinada para esclarecer ao público sobre o processo de criação por trás de cada trabalho. Além de apenas apreciar, o público sai informado e pronto para se tornar colecionador.

Com este Projeto ajudam a difundir em São Paulo um modelo de criação e comercialização de objetos artísticos, retirando das jóias o papel da mesmice.

← voltar às notícias